Advocacia Cível, Consumidor e Família

Controle de Processos

Notícias e Artigos

Em Barueri, sessão de desagravo público mobiliza advocacia da região

“O desagravo público é um ato de defesa de toda a classe com o objetivo de manter íntegras a liberdade e a dignidade que necessitamos para exercer nossos deveres profissionais”. Com essas palavras, o presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas, Leandro Sarcedo, abriu sessão de desagravo público em favor de Susana Beatris Alcalai, Marcelli Marconi Pucci e Rodrigo César Massa. O presidente Secional, Caio Augusto Silva dos Santos, elogiou e reforçou a importância da coragem dos três profissionais ao apresentarem seus casos para as providências legalmente previstas por parte da entidade de classe: “A autoridade tem o dever de respeitar a todos e as regras postas. Nossas prerrogativas são garantidas pela Constituição e por Lei Federal; violá-las é crime e desrespeito à cidadania”. A solenidade foi realizada na Subseção de Barueri, com bom público e calorosa recepção da presidente Ana Luiza Corrêa de Castro: “Esse evento marca a vida de advogadas e advogados desagravados, bem como da diretoria da nossa Subseção. Temos, aqui, gigantes da Advocacia em união!”. Os casos de desrespeito à Advocacia, às leis e ao cidadão A primeira desagravada, a advogada Marcelli Marconi Pucci, teve as prerrogativas profissionais violadas pelo juiz Raul de Aguiar Ribeiro Filho, da 3ª Vara Cível da Comarca de Barueri. O magistrado negou-lhe, indevidamente, acesso aos autos de execução de alimentos, determinando contra ela sigilo no processo em que era advogada devidamente constituída. Em violento atentado contra o exercício profissional, a advogada foi impedida de tomar ciência de ordem de prisão proferida contra seu cliente. A advogada Susana Beatris Alcalai, segunda desagravada da sessão, foi desrespeitada pela juíza da Vara do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Barueri, Telma Berkelmans dos Santos. Durante despacho de petição, a magistrada fez ironias descabidas e ofensivas, inclusive sobre o sotaque da advogada. No terceiro caso, o advogado Rodrigo César Massa teve suas prerrogativas profissionais violadas pelo juiz da 3ª Vara do Trabalho da Comarca de Barueri, Régis Franco e Silva de Carvalho. Durante audiência, o juiz fez constar no termo de depoimento de testemunha conteúdo perso da declaração que havia sido dita. Apesar dos reclamos imediatos do advogado, o magistrado não fez constar da ata os respectivos protestos. Na sequência, quando Rodrigo César Massa fez constar seu inconformismo em ata, registrando o fato para conhecimento da instância superior, o juiz condenou-o por litigância de má-fé. Presenças O grupo diretor formado para essa sessão de desagravo público teve as presenças de Luiz Carlos Zuchini, presidente da Coordenadoria Regional de Direitos e Prerrogativas e conselheiro Secional; Alexandre Volpiani Carnelos, Coordenador Regional de Prerrogativas e vice-presidente da Subseção de Osasco; Augusto Gonçalves e José Paschoal Filho, conselheiros Secionais. Os demais membros da diretoria da Subseção de Barueri também formaram esse grupo diretor: Paulo Fernando Pavanelli Vieira Cottet, vice-presidente; Andreia Viana Cuencas, secretária-geral; Antonio Carlos Folla, secretário adjunto; Samara Maria Sousa Maciel, diretora-tesoureira. Acompanhando o evento e prestando apoio aos colegas desagravados, estiveram presentes Maria José Soares Bonetti, presidente da Subseção de Osasco; José Carlos Barbosa Molico, secretário-geral também da Subseção de Osasco; Paulo Roberto Quissi, presidente da Subseção de Carapicuíba; Gerson Fernandes Varoli Aria, vice-presidente da Subseção de Carapicuíba; Alexandre Nardo, presidente da Subseção de Santana de Parnaíba, acompanhado do seu vice-presidente Danilo Santos Moreira; Lucia Simões de Almeida de Morais, presidente da Subseção de Jandira; Delson de Souza, presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da Subseção de Barueri; Alexandre de Vasconcelos Falcão, coordenador da Comissão de Direitos e Prerrogativas da Subseção de Barueri; Daniel Branco, presidente da Comissão de Cultura e Eventos da Subseção de Barueri; e Adailson Ferreira, presidente da Comissão de Direito Empresarial da Subseção de Barueri.
09/12/2019 (00:00)
Visitas no site:  373930
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.