Advocacia Cível, Consumidor e Família

Controle de Processos

Notícias e Artigos

Exposição no fórum criminal retrata cura de crianças com câncer

Mostra instalada no saguão do fórum criminal.           A exposição fotográfica “A Cura” foi inaugurada nesta segunda-feira (9) no saguão de entrada do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães, com imagens de crianças durante tratamento de câncer. A mostra, organizada pelo Hospital do Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (Graacc), retrata os pacientes desde o início do tratamento até a cura e pode ser visitada até 15 de janeiro.         A iniciativa tem particular importância para o Tribunal de Justiça de São Paulo, pois reforça o cumprimento do Provimento nº 35/17 da Corregedoria Geral da Justiça, que viabiliza o encaminhamento de valores decorrentes de prestação pecuniária a entidades públicas ou privadas com finalidade social, como o Graac. “O Graacc já se tornou um credenciado permanente para o recebimento de verbas decorrentes das penas pecuniárias”, afirmou o juiz diretor do Fórum Criminal Ministro Mário Guimarães, Paulo Eduardo de Almeida Sorci, responsável pela ideia da exposição. As fotos foram tiradas voluntariamente pela fotógrafa Ana Mussalem.         A superintendente do Graacc, Tammy Allersdorfer, classificou como muito especial o espaço destinado à mostra, no acesso principal do público ao prédio. “A exposição é uma oportunidade para que o Graacc mostre seu trabalho, entregando de volta à sociedade aquilo que tem recebido para auxiliar no tratamento de crianças vítimas de câncer. Atualmente, dos R$ 150 milhões gastos anualmente pelo Grracc, R$ 50 milhões, ou seja, um terço, são oriundos de pequenos doadores”, afirmou.           Sobre o Graac         O Graacc existe desde 1991 e é referência no tratamento e pesquisa de câncer infanto-juvenil. É reconhecido pelos expressivos resultados obtidos na cura do câncer infantil, alcançando índices médios de 70%. A entidade realiza anualmente mais de 38 mil consultas, dois mil procedimentos cirúrgicos e 19 mil sessões de quimioterapia. Cerca de 40% das crianças e adolescentes atendidos são de fora do Estado de São Paulo.                    imprensatj@tjsp.jus.br
10/12/2019 (00:00)
Visitas no site:  643464
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.