Advocacia Cível, Consumidor e Família

Controle de Processos

Notícias e Artigos

Publicações


Número de recalls bate recorde em 2013 - 28/10/2013

Com 11 recalls de automóveis só em outubro, o ano já acumula 57 chamados para reparo. O montante é recorde e supera em cerca de 12% a marca registrada em 2010. 

O aumento do número de convocações registradas pelo Ministério da Justiça ocorre em um momento em que o mercado se prepara para a chegada de novas fábricas, com produtos cada vez mais avançados. 

"O fato de os carros atuais serem bastante complexos eleva a probabilidade de defeitos", diz Marcus Vinicius de Aguiar, diretor de segurança veicular da AEA (associação de engenharia automotiva). 

O especialista vê como positivo o fato de a indústria conseguir detectar os problemas e solucioná-los rapidamente. 

Contudo, Para o Procon-SP, isso mostra que as montadoras precisam investir mais em gestão de qualidade. 

OS MAIORES 

A motivação dos chamados neste ano tem sido variada. O grupo Hyundai e Kia, por exemplo, convocou 114 mil proprietários no Brasil para verificação do interruptor da luz de freio de nove modelos importados, produzidos a partir de 2006. 

Segundo a empresa, os veículos correm risco de sofrer curto, comprometendo até a desativação do controle de cruzeiro, sistema que mantém a aceleração constante. 

O maior recall do ano, porém, foi o do compacto nacional Fit. A Honda descobriu que 184 mil unidades produzidas de 2004 a 2008 apresentavam infiltração no interruptor do vidro elétrico. Nos casos mais graves, o problema pode causar incêndios. 

Por lei, todo carro que oferecer qualquer risco à segurança dos ocupantes precisa ser consertado pelo fabricante, que deve ainda comunicar a ação em grandes meios de comunicação. Mas nem sempre isso é o suficiente. 

Dono de um Fiat Bravo, Mauro de Azevedo Barretto, 57, conta que só ficou sabendo da convocação pela firma onde trabalha. O motivo do recall foi um defeito no câmbio automático. A concessionária onde ele foi não possuía a peça em estoque. 

"A mesma situação ocorreu com um colega, que ficou sem poder usar o veículo por dez dias", relatou. 

Já Érica Mendes, 29, conta que foi informada do recall de seu Honda Fit quando foi deixá-lo para a revisão -- as montadoras transmitem as convocações às suas oficinas, que são as responsáveis pelos reparos gratuitos. 

CONSULTA 

No site portal.mj.gov.br/recall, do Ministério da Justiça, é possível verificar se um modelo foi relacionado em um recall na última década, informando, por exemplo, o ano de fabricação do carro. 

Segundo o Procon, boa parte dos proprietários não atende aos chamados. No caso dos veículos mais antigos, esse percentual é inferior a 25%. 

Chamando todos os carros 

Ao detectar defeito construtivo no automóvel que possa afetar a segurança dos ocupantes, o fabricante deve promover um recall. Até porque será responsabilizado se ocorrer algum acidente devido a um problema preexistente. 

Segundo o Procon-SP, o consumidor pode entrar com uma ação de ressarcimento caso tenha pago pelo conserto da peça defeituosa antes da divulgação do seu recall. 

Já o projeto de lei que prevê o bloqueio do licenciamento de carros com recall pendente está sob análise da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Se aprovado, seguirá para o Senado. 
Autor: (BRUNO ROSAS E FELIPE NÓBREGA)
Visitas no site:  182824
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.